Helder Barbalho evita revelar os números negativos presentes durante todo seu governo, mas eles crescem em conformidade com a concentração de riqueza e poder nas mãos de poucos políticos e empresários, aumentando o fosso que separa os poucos ricos dos milhões de pobres no Pará.