Helder Barbalho silencia perante morte de publicitário e pedidos para exonerar seu secretário de educação.